Seu portal de fofoca

Daniel Alves começa a ser julgado por crime sexual

Atenção: este conteúdo pode ser sensível a alguns leitores. Recomendamos cautela.

O ex-jogador da Seleção Brasileira, Daniel Alves, começou a ser julgado nesta segunda-feira (5) pela justiça espanhola. O atleta enfrenta uma acusação de agressão sexual contra uma mulher.

O caso teria acontecido em uma boate em Barcelona, na Espanha, em dezembro de 2022. Daniel, por sua vez, foi detido em janeiro do ano passado e está em prisão preventiva desde então. O julgamento, por sua vez, tem previsão de durar três dias.

Ao que tudo indica, Daniel Alves será ouvido nos primeiros dias de julgamento. Além dele, a mulher denunciante também irá testemunhar – atrás de uma tela e com alterações na voz e imagem para que sua identidade seja protegida. Também são esperadas 28 testemunhas para depor sobre o caso, que atraiu atenção da mídia espanhola e internacional.

Relembre caso Daniel Alves

O caso envolvendo Daniel Alves aconteceu no dia 30 de dezembro de 2022, quando o jogador violentou a mulher no banheiro da boate. Em depoimento, feito no dia 20 de janeiro de 2023, ela conta que o atleta fez um gesto em sua direção, ao passo que ela foi ver o que ele queria.

O lateral de 40 anos, então, foi ao banheiro, chamando a mulher para o local, descrito como “muito pequeno”. “Lembro que ele se sentou e eu comecei a dizer a ele ‘tenho que ir, tenho que ir’. Ele levantou meu vestido e me fez sentar em cima dele. Ele começou a me falar um monte de coisas. Ele insistiu que eu tinha que falar a ele que eu era sua p*tinha e foi quando eu comecei a resistir. Ele puxou meu vestido e me fez sentar em cima dele”, descreveu a denunciante.

Daniel Alves teria machucado o joelho da mulher ao obrigá-la a fazer sexo oral nele, além de ter agarrado o pescoço da vítima e começado a dar tapas. Além disso, também houve penetração forçada na mulher.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.