Seu portal de fofoca

Gio Ewbank e Bruno Gagliasso conquistam vitória na justiça por ofensas raciais a filha Titi

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank obtiveram uma vitória na Justiça em um caso de racismo envolvendo a filha mais velha do casal, Titi. O caso é referente às ofensas que a menina sofreu, ainda em 2017, pela influenciadora Day McCarthy.

Na decisão da Justiça, a empresária foi condenada a pagar uma indenização como consequência das publicações que fez falando sobre Titi. As informações são do jornal O Globo, que detalham o valor sendo de, inicialmente, R$ 180 mil, podendo aumentar após a correção.

Desta forma, Day McCarthy pode pagar até R$ 500 mil de indenização pelas ofensas racistas que teve contra Titi que, na época, tinha quatro anos de idade. A equipe jurídica da família de Gagliasso e Ewbank se mostrou satisfeito com o veredicto, afirmando que é uma vitória importante. “Nada apagará as marcas das atrocidades racistas cometidas pela ré, uma vez que os registros dos fatos continuarão disponíveis”, diz um trecho do comunicado emitido.

Bruno Gagliasso reage à condenação

Em seu perfil nas redes sociais, Bruno Gagliasso compartilhou detalhes sobre a condenação de Day McCarthy. “Observo, tambem, que a re, na qualidade de “influencer digital”, ao proferir tais ofensas, estimula a prática do racismo, o que acentua a reprovabilidade de sua conduta. Pelo exposto, e o mais contido nos autos, julgo procedente o pedido para condenar a ré”, diz um trecho.

Para quem não lembra, Day usou seu perfil nas redes sociais para falar sobre o cabelo, cor de pele e traços de Titi. O advogado da família da criança ainda informou que o caso está em andamento na esfera civil, mas que McCarthy pode recorrer e ser condenada criminalmente.

O caso segue em andamento, com o objetivo da condenação por crime de racismo, que pode chegar a até 5 anos de prisão. Até o momento, a influenciadora não se pronunciou sobre o assunto, tal qual sua defesa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.