Seu portal de fofoca

Gloria Maria: 1 ano de sua despedida

O dia 2 de fevereiro ficou marcado na história do jornalismo brasileiro por ter sido a data da morte de Gloria Maria, que faleceu em 2023. A repórter morreu no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, onde passou seus últimos dias internada devido um problema de saúde.

Vale lembrar que, em 2019, Gloria Maria chegou a ser diagnosticada com câncer de pulmão, onde conseguiu concluir o tratamento, mas enfrentou logo em seguida um tumor no cérebro. Na vida pessoal, a jornalista deixou duas filhas, Maria e Laura, de 15 e 14 anos, respectivamente.

Um dia após sua morte, o velório de Gloria Maria aconteceu no Cemitério da Penitência, no Caju, Rio de Janeiro, que contou com a presença de amigos e familiares da jornalista de forma restrita e intimista. As redes sociais, por sua vez, se inundaram de homenagens à repórter. “Amo a Glória. Vou amar para sempre. Uma mulher incrível, a pioneira no jornalismo, a melhor do jornalismo no mundo, a melhor amiga, maravilhosa”, lamentou Narcisa Tamborindeguy.

Globo se despede de Gloria Maria

No dia 2 de fevereiro, a Rede Globo emitiu um comunicado informando a morte de Gloria Maria. “Em 2019, Glória foi diagnosticada com um câncer de pulmão, tratado com sucesso com imunoterapia. Sofreu metástase no cérebro, tratada em cirurgia, também com êxito inicialmente. Em meados do ano passado, Glória Maria começou uma nova fase do tratamento para combater novas metástases cerebrais que, infelizmente, deixou de fazer efeito nos últimos dias, e Glória morreu esta manhã”.

Ao todo, Gloria Maria trabalhou 50 anos na Rede Globo e marcou presença em programas marcantes como ‘Fantástico’ e ‘Globo Repórter’. Na vida profissional, ela foi considerada a primeira repórter negra da TV brasileira, estreando em 1971, e também a primeira a usar a lei contra o racismo no Brasil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.