Seu portal de fofoca

Juliette se pronuncia após ter sido acusada de plágio por equipe de Emicida; veja

A cantora Juliette se pronunciou sobre a polêmica envolvendo sua nova música em parceria com Duda Beat, Magia Amarela. Na última quarta-feira (18), as redes sociais se encheram de críticas e comparações entre a obra da ex-BBB e a identidade visual de ‘AmarElo‘, do rapper Emicida.

A polêmica foi tanta que a própria equipe do cantor acusou Juliette e Duda Beat de plágio. A canção, por sua vez, havia sido feita em parceria para uma marca de produtos alimentícios – que havia tentado fechar com Emicida, mas não contratou o artista.

Também pelas redes sociais, Juliette se manifestou publicamente e informou que não só a campanha foi cancelada, como a música será retirada do ar. Pelo seu canal de mensagens, na noite da quarta (18), a ex-BBB desabafou: “A quem interessar possa, realmente não estou bem“.

Confira o comunicado de Juliette

Além do desabafo, Juliette também se manifestou oficialmente detalhando sobre a acusação de plágio. “É extremamente necessário e importante informar que eu e minha equipe jamais compactuaríamos ou participaremos cientemente de atitudes de plágio e apropriação criativa”, defende.

A cantora argumenta que foi contratada para uma campanha publicitária que acordou que ela interpretaria uma canção e um videoclipe. “Nesses casos, os processos de liberações autorais são de responsabilidade do contratante“, justifica ainda.

“Peço desculpas e lamento profundamente as consequências deste ocorrido. Estejam certos de que tomaremos providências e aumentaremos, ainda mais, nosso cuidado sobre propriedade intelectual e diversidade em futuros trabalhos artísticos e comerciais. Por fim, informo que a canção foi cancelada e a música será retirada de todas as plataformas digitais”, finalizou.

Irmão de Emicida fala sobre plágio

Evandro Fióti, irmão e assessor do cantor Emicida, que também ajudou a produzir AmarElo, se manifestou nas redes sociais antes e depois do posicionamento de Juliette.

A princípio, ele havia demonstrado sua indignação com a “ideia” da marca de usar os mesmos elementos do disco – que chegou a vencer um Grammy. “A gente levou 12 anos pra ganhar o Grammy e o trabalho que a gente ganhou o Grammy acabou de ser roubado conceitualmente. Tem noção do ódio que isso gera?”, desabafou, afirmando que o jurídico “iria trabalhar”. Posteriormente, Fióti agradeceu a Juliette “pela troca e escuta”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.