Seu portal de fofoca

Mudança de sobrenome de Suzane Von Richthofen mostra tentativa de se desvencilhar do passado

Suzane von Richthofen, conhecida por ter arquitetado o assassinato dos próprios pais no início dos anos 2000, está tentando mudar o próprio sobrenome em uma tentativa de apagar o passado. Agora, a mulher visa ter outro sobrenome por conta da união estável com o atual companheiro, o médico Felipe Zecchini Muniz.

Atualmente, Suzane está em regime semi aberto – o que a possibilitou engatar o novo romance e também dar à luz seu primogênito, que nasceu em janeiro deste ano. Os dois, inclusive, se conheceram vias redes sociais e estão cada vez mais próximos.

De acordo com o portal Leo Dias, a união estável entre Suzane von Richthofen e Felipe Zecchini Muniz aconteceu no cartório de Angatuba, interior de São Paulo. Já segundo o jornalista Ulisses Campbell, do O Globo, a criminosa agora se chama Suzane Louise Magnani Muniz. Os sobrenomes, por sua vez, vêm da avó materna, Lourdes Magnani Silva Abdalla.

Suzane von Richthofen dá à luz

Suzane von Richthofen – agora Magnani Muniz – deu à luz seu primeiro filho no dia 26 de janeiro, em Atibaia, no Hospital Albert Sabin, também em São Paulo. É na instituição, inclusive, que o pai da criança atua como chefe do pronto-atendimento.

Mas se engana quem pensa que Suzane passou por um processo normal de parto. Acontece que, no hospital, foi montada uma mega-operação para o parto, afim de que informações sobre Suzane e seu filho não vazassem na mídia.

De acordo com o blog True Crime, do jornal O Globo, uma cesárea agendada foi realizada no hospital em que Felipe trabalha a pedido do próprio médico, também afim de evitar o assédio que a companheira sofre onde mora. O menino, que se chama Felipe, nasceu no mesmo dia que Daniel Cravinhos – o ex-namorado de Suzane que a ajudou a cometer os crimes contra Manfred e Marísia Richthofen.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.