Seu portal de fofoca

Rede Globo é denunciada no Ministério Público por intolerância religiosa; entenda

A Rede Globo está sendo denunciada ao Ministério Público Federal por líderes de religiões de matriz africana. Eles pedem que a emissora seja investigada por intolerância religiosa em suas novelas. As informações são do F5, da Folha.

A denúncia, que aconteceu no fim de novembro, ainda detalha que essa prática aconteceria por ordem do diretor da TV e dos Estúdios Globo, Amauri Soares. Os detalhes sobre o caso foram divulgados inicialmente pelo jornalista Gabriel Perline, do IG.

Tudo começou quando, segundo o Notícias da TV, Amauri Soares se reuniu com autores da Globo e, durante o encontro, proferiu falas intolerantes – que revoltaram quem estava presente. Na reunião, o diretor afirmou que a maioria da população do Brasil será da religião evangélica até o ano de 2030 e que, além disso, é necessário que a Globo conte histórias que se conectem com essa parte do público, “esquecendo” outras crenças.

Globo rejeita novelas com temas religiosos

Na prática, a autora Thelma Guedes já teve uma trama para a faixa das 18h com temática espírita rejeitada. Os denunciantes, por sua vez, exigem que a Globo dê mais informações sobre o caso e explique o motivo da decisão.

Os líderes afirmam que a emissora é a maior do país e, por conta disso, deve dar espaço a diferentes crenças. Caso seja comprovada a intolerância religiosa, Globo deve responder judicialmente sobre o caso.

Até o momento, o Ministério Público Federal segue analisando a denúncia, para saber se acata ou não o pedido – com um prazo de 30 dias úteis. Caso o órgão aceite, será necessário instaurar uma investigação, com o pronunciamento da Rede Globo. Para o F5, a empresa de Roberto Marinho afirma que “não existe tal orientação a que a matéria se refere”, se colocando como “sempre abertos a receber as mais diversas propostas criativas de seus criadores”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.