Seu portal de fofoca

Segundo dia de julgamento no caso Daniel Alves

O julgamento do jogador Daniel Alves chega ao segundo dia. Com início na última segunda-feira (5), a previsão é que o caso dure três dias ao todo.

O atleta brasileiro está em prisão preventiva desde janeiro do ano passado, após ter sido acusado de violência sexual contra uma jovem em uma boate em Barcelona, na Espanha. A denunciante, inclusive, será uma das pessoas que irá prestar depoimento sobre o que aconteceu.

A previsão é que cerca de 20 pessoas testemunhem ao longo desses três dias. A mãe da vítima foi dispensada do Tribunal, ao passo que a esposa de Daniel Alves, Joana Sanz, deva ser ouvida. Quando o caso veio à tona, a modelo chegou a pedir o divórcio, mas voltou atrás e declarou à TV Telecinco que desistiu do processo, afirmando que “o amor existe” entre eles.

Quem vai testemunhar no julgamento de Daniel Alves?

Além da vítima e da esposa, outras pessoas são esperadas no tribunal. São elas:

  • Chef Bruno Brasil, que estava com Daniel Alves na balada;
  • Três amigos do jogador;
  • Dois seguranças da boate;
  • O diretor do estabelecimento;
  • Um amigo da prima da denunciante, o qual ela recorreu após o ocorrido;12 policiais que participaram do caso.

Já no primeiro dia, a vítima, uma amiga, uma prima e três funcionários da boate já foram ouvidos. Daniel Alves, por sua vez, deverá ser o último a depor, na quarta-feira (7), logo após a apresentação de provas, testemunhos e laudos periciais.

Vale lembrar que ainda não se sabe quando a sentença será divulgada. Até o momento, Daniel Alves nega todas as acusações e afirma que a relação com a jovem foi consensual. O caso aconteceu em dezembro de 2022, na boate espanhola Sutton, quando a mulher diz ter sido abusada sexualmente no banheiro do espaço, sendo forçada a fazer sexo oral e sofrendo penetração sem o seu consentimento e sem preservativo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.